Na primeira noite de apresentações, o São João Comunitário mostrou porque é tão querido por Gravatá. Realizado no Bairro do Prado, famílias inteiras foram às ruas para participar dos festejos juninos.

O prefeito Joaquim Neto dedicou a noite de apresentações ao saudoso Belo Villar.

“Meu amigo me ajudou, anos atrás, a fundar o São João Comunitário, e nada mais justo que dedicar a ele este espetáculo, sei que ele está feliz em ver tudo isso acontecer novamente.” Disse.

 

O sanfoneiro Antônio Monteiro, ao som dos clássicos do pé de serra, avisou através da música que o São João chegou à Gravatá. No clima do dia dos namorados, casais não resistiram e caíram no forró.

A sorte também estava presente, empresas parceiras contribuíram com prêmios para serem sorteados durante a noite. Trajados em roupa de couro e portando o bacamarte, o grupo de “cabas da peste” apresentaram ao público uma tradição popular, os tiros que além de representar a bravura do povo nordestino, envolve ao som do baião.

A vendedora, Edna Valéria, curtiu ao lado do seu namorado a primeira noite de apresentações.

“São João é isso aqui, tem que ter quadrilha na rua, festa nos bairros. Pertinho de casa é ainda melhor” Falou.

As quadrilhas Saculejar, Sivuca e Junina Traquejo deram um verdadeiro espetáculo. Em suas roupas armadas e coloridas, no chapéu de palha e sandália de couro, nos casamentos mais desmantelados, os artistas juninos mostraram que a cultura pernambucana é rica e agora retorna às ruas de Gravatá mais viva do que nunca para arrancar sorrisos de todas as gerações.

Hoje será a vez das quadrilhas Saculejar e Junina Traquejo se apresentarem no Largo da Caixa D’água, Bairro Novo. O Trio Paraíso vai fazer parte da festa, animando a comunidade com muito forró.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here